Modelo de PGR

Tempo de leitura: 3 minutos

Modelo de PGR – Programa de Gerenciamento de Riscos 

O Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) carrega um nome autoexplicativo, pois é, justamente, um programa de planejamento das organizações para gerenciar e controlar os riscos de segurança que existem dentro delas.

Deste modo, as empresas estarão preparadas para agir em meio a uma diversidade dessa natureza.

Quando pensamos em segurança no trabalho, assumimos alguns riscos de acontecer acidentes químicos, físicos, ergonômicos e biológicos.

Talvez esse artigo lhe interesse: o que são Riscos Ambientais.

Logo, a instituição do processo do PGR baseia-se na prevenção ou tomada de atitudes que possam diminuir a ameaça.

Nesse documento, estarão relatados requisitos de segurança que foram devidamente implantados pela empresa e devem ser rigidamente respeitados pelas pessoas que a compõem.

Os processos serão definidos para minimizar a chance de acidente e o controle poderá ser mais bem monitorado.

Quando um risco iminente parece ter surgido em um determinado ambiente, é preciso compreender se aquilo que está prestes a acontecer realmente se configura um risco e saber definitivamente do que se trata.

Após isso, é necessário ter ferramentas de avaliação e análise, com inúmeros critérios, daquela situação.

Assim, haverá a perspectiva e entendimentos do próximo passo a ser tomado e se realmente será preciso uma grande comoção a cerca deste acontecimento.

E, por fim, agir. Depois de analisar e discutir uma melhor maneira de minimizar e controlar a situação deve-se aplicar o que foi previamente decidido, de modo que essas ações diminuam o risco sem torna-se uma grande ameaça.

Tomar todas as medidas preventivas que forem possíveis

O importante para empresas é ir além da obrigação legal de oferecer segurança aos seus funcionários, logo, todo e qualquer risco deve ser levado em conta.

Da mesma forma, todos e quaisquer recursos que possam eliminar a possibilidade de acidentes e trazer maior qualidade de vida no trabalho se tornam essenciais.

É importante salientar que a imagem da empresa está diretamente ligada ao modo como ela trata os seus funcionários.

Isso faz com que ela obtenha maior confiança e credibilidade em meio aos seus públicos. Além de, claramente, oferecer maior segurança e bem estar ao seu colaborador.

PGR
Programa de gerenciamento de riscos

Elaborando o PGR

Para elaborar um Programa de Gerenciamento de Riscos é necessário entender, primeiramente, quais riscos o ambiente de trabalho pode trazer as pessoas que estão frequentemente expostas no local.

É necessário estabelecer as prioridades junto a um cronograma; analisar quais são os fatores de risco e quão expostos estão os trabalhadores.

Acompanhe o andamento das medidas que foram previamente implementadas. Com isso, pode-se analisar se as metas da empresa estão sendo alcançadas dentro do cronograma, o quão eficiente tem sido o processo.

Também avalie e atualize o programa dentro do período determinado por lei.

Estabeleça uma série de cuidados com atmosferas explosivas, ventilação, organização do trabalho, deficiência de oxigênio, proteção respiratória e os todos os outros já citados riscos físicos, químicos, biológicos e ergonômicos.

Deve relatar os riscos que existem em trabalhos que exigem exposição em lugares altos, profundos ou pequenos espaços confinados.

Para isso, define-se um plano emergencial com o a obrigatoriedade de usar equipamentos de proteção individual.

Abaixo você vai encontrar um modelo de PGR:

Modelo de PGR baixar aqui. 

Você também pode gostar dos artigos abaixo:

O que é PGR

O que é Segurança do trabalho

O que é CAT – Comunicação de acidente de trabalho

O que é Acidente de Trabalho

Se você realmente gostou deste artigo, Compartilhe com os seus amigos e ajude a melhorar cada vez mais esse canal!  :mrgreen:  😀  😉  😛  🙂  😆

2 Comentários


  1. Ana Paula, boa tarde.

    Gostaria de solicitar teu apoio. Sou Analista de Qualidade numa empresa prestadora de serviços elétricos a Distribuidoras de energia.
    Estamos com um projeto de certificação na OHSAS e li seu material sobre o PGR.
    Gostaria de saber se ele é, no nosso caso, obrigatório, ou se o PPRA o substitui para efeitos de requisitos OHSAS.

    Aguardo seu contato.

    Responder

    1. Oi Arnaldo tudo bem, como é um processo de certificação de OHSAS, isso varia muito de quem está auditando, vai depender da interpretação do auditor ao analisar os documentos, portanto para não ter problema eu usaria os dois, vale ressaltar ainda que cada um tem a sua função.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *