O Que é Higiene Ocupacional

Tempo de leitura: 4 minutos

O que é higiene ocupacional

Higiene Ocupacional

A higiene ocupacional é utilizada para antecipar os riscos, reconhecer os possíveis causadores desses riscos, avaliar como cada agente causador funciona e encontrar formas de controlar esses riscos.

Toda essa prática deve acontecer dentro de uma empresa ou indústria e tem como alvo de proteção os funcionários do local.

Esses funcionários lidam diariamente com máquinas e substâncias que podem ser causadoras de diversos problemas para a saúde deles. Por isso, é importante a prática da higiene ocupacional como forma de protegê-los.

Normalmente os integrantes do SESMT são os profissionais que trabalham com higiene ocupacional.

Seu papel dentro da empresa é fiscalizar o cumprimento das normas regulamentadoras exigidas e, com isso, proteger o trabalhador de possíveis riscos danosos a sua saúde.

Etapas da higiene ocupacional

Segurança do Trabalho e Higiene Ocupacional

Como relatamos acima, a higiene ocupacional divide-se em etapas durante sua execução. São elas:

  • Antecipação de riscos

Esta primeira etapa da higiene ocupacional consiste em se adiantar em relação aos possíveis acidentes que possam ocorrer. Através de uma avaliação são observados situações ou objetos que podem, futuramente, vir a comprometer a saúde do trabalhador envolvido.

  • Reconhecimento destes riscos

Nesta segunda fase é feita uma análise a cerca do material manipulado, das ferramentas utilizadas, da forma como o trabalho está sendo desenvolvido etc.

  • Avaliação dos riscos

Na terceira fase da higiene ocupacional já existe uma avaliação específica do risco. Os dados coletados são comparados com as exigidas pelas normas regulamentadoras.

  • Controle dos riscos

Na última fase, caso sejam encontrados os riscos, estes devem ser minimizados e, se possível, eliminados.

E que riscos são esses?

Riscos Ocupacionais

Os riscos ocupacionais, que devem ser evitados pela higiene ocupacional, mas que podem ocorrer em um ambiente de trabalho são classificados em cinco tipos. Veja um pouco mais sobre eles abaixo:

  • Riscos físicos

São produzidos pelo próprio ambiente de trabalho ou pelo uso de máquinas ou ferramentas. Produzem desgaste físico ao trabalhador.

Exemplos: ambiente muito quente, máquinas barulhentas, ferramentas extremamente pesadas, dentre outros.

  • Riscos químicos

São aqueles gerados pelo uso ou proximidade com substâncias químicas ou tóxicas que podem causar danos como intoxicação e alergias, por exemplo.

Exemplos: contato diário com gases tóxicos ou até mesmo poeira.

  • Riscos biológicos

Estes podem ser causados pelo contato com agentes causadores de doenças ou qualquer outro tipo de contaminação.

Exemplos: contato com bactérias, parasitas etc.

  • Riscos ergonômicos

São aqueles riscos causados pelo uso incorreto de ferramentas e máquinas ou má execução de um trabalho, sem seguir as normas técnicas indicadas.

Como resultado temos as dores no corpo que afetam diretamente a qualidade de vida do trabalhador.

Exemplos: fazer muito esforço físico ao erguer um objeto muito pesado, postura errada ou repetição constante de uma atividade.

  • Riscos acidentais

São os riscos que podem ocorrer devido às próprias condições físicas do local de trabalho e das máquinas, ausência ou desgaste dos equipamentos de proteção e dentre outros.

Exemplos: ambiente com baixa iluminação que prejudique o uso correto de uma máquina, a falta de material de proteção como capacetes, luvas ou máscaras, por exemplo.

Manter um ambiente de trabalho propício para um bom desempenho de seus colaboradores é uma das obrigações de uma empresa.

Clique se desejar conhecer mais profundamente sobre o que são riscos ambientais.

Vídeo sobre Higiene Ocupacional

Para isso, é importante a presença de um profissional de higiene ocupacional que saiba orientar e analisar o ambiente de trabalho por completo para que esteja de acordo com as normas vigentes e não causem danos ao trabalhador.

Afinal, um profissional, por mais capacitado que seja, precisa de condições adequadas para realizar o seu trabalho com eficiência.

E mais do que pensar nos resultados no final de cada mês, é importante pensar na saúde e bem estar daqueles que estão diariamente se esforçando para o crescimento da empresa. Esta é a função principal da higiene ocupacional.

E aí, gostou do assunto abordado? Deixe a sua opinião nos comentários. Nos vemos no próximo artigo.

Você também poderá gostar dos artigos abaixo:

facebook
Curta nossa pagina no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *