Tipos de extintores de incêndio e suas aplicações

Tempo de leitura: 4 minutos

Conheça os Tipos de Extintores de Incêndio e suas Aplicações

Quem deseja conhecer os tipos de extintores de incêndio e suas aplicações, precisa entender antes mesmo disso, o que é o fogo, pois assim será possível ampliar ainda mais o seu conhecimento sobre o assunto.

Acontece que o fogo não é considerado como matérias, mas sim como um efeito secundário visível e tangível do material modificado, é a parte de uma reação química.

Normalmente o fogo só vai surgir a partir de uma reação química entre o oxigênio e algum outro tipo de combustível, seja madeira, gasolina e outros por exemplo.

É claro que a madeira não vai pegar fogo sozinha só porque está em contado com o oxigênio. Para que exista a reação de combustão, é necessário alcançar a temperatura de ignição e assim teremos o fogo.

Então, até nesse momento já é possível entender que o fogo é considerado uma reação química e só é possível em razão de que alguns combustíveis são expostos a temperatura de ignição.

Se você deseja verificar quais são os tipos de extintores de incêndio e suas aplicações, continue conferindo todo esse artigo e aprenda muito mais sobre o assunto.

Boa leitura!

            Os tipos de extintores de incêndio e suas aplicações: alguns fatores que você realmente precisa ter conhecimento

extintores-tipos
Extintores

            Se você já deu uma passada de olho por cima do assunto, já deve saber que existem muitos tipos de extintores de incêndio e suas aplicações também são muitas.

Confira então os seguintes tipos de extintores de incêndio e suas aplicações logo abaixo:

Tipos de extintores

  • Extintor com carga d’água

É o modelo indicado para os incêndios de classe A.

  • Extintor com carga de espuma mecânica

É o modelo mais indicado para incêndios nas classes A e B.

  • Extintor com carga de dióxido de carbono – CO2

É o modelo mais indicado para os incêndios das classes B e C.

  • Extintor com carga de pó químico BC

É o modelo mais indicado para incêndios das classes B e C.

  • Extintor com carga de pó químico ABC

É o modelo mais indicado para incêndios das classes A, B e C.

  • Extintor com carga de halogenados (Halon)

É o modelo mais indicado para incêndios das classes A. B e C. Além disso, também é um pouco mais eficiente do que quando comparado com o extintor de dióxido de carbno CO2.

  • Extintor da Classe D

Como o próprio nome já nos induz a conclusão, é o modelo mais indicado para incêndios da classe D.

  • Extintor da Classe K

Melhor indicação para incêndios da classe K.

Verificação

verificar-extintor
Verificação de Extintores

Conferir a data de validade é sempre muito importante, mas isso não é uma tarefa tão simples assim, pois até as pessoas mais experientes no assunto acabam encontrando uma certa dificuldade vez ou outra.

Saber verificar a data de validade do extintor é uma tarefa que cabe aos Técnicos de Segurança do Trabalho, Engenheiros, cipeiros e outros prevencionistas e os funcionários da empresa.

Quanto mais pessoas estiverem cuidando desse assunto, menor será a exposição a um possível risco.

O único fator que o extintor de incêndio vencido representa é o de um grande prejuízo. Vamos pensar se um incêndio começa dentro da empresa, o funcionário imediatamente se apropria do extintor, mas o mesmo não funciona porque está vencido, assim o fogo foge completamente do controle e o que acontece em seguida você já deve imaginar: um prejuízo muito maior do que podemos calcular.

Alguém pode até chamar a vistoria dos Bombeiros para que exista a verificação e a certificação, mas se ninguém saber conferir a data de vencimento do extintor, ele apenas vai ficar lá e vencido.

O Bombeiro pode ver isso e a empresa perde seu tempo, pois terá que recarregar o extintor antes de chama-lo outra vez.

Atenção: na verdade o termo mais correto seria verificação da validade de carga do extintor, até porque o mesmo não vence, não tão rapidamente quanto a carga, é claro.

O selo do INMETRO

Para que você consiga então verificar a validade do extintor (no sentido de carga), é possível procurar pelo selo do INMETRO que estará fixado em alguma parte do cilindro.

Selo do Inmetro

Esse selo possui partes destacáveis e são justamente essas que mostram a data da realização do serviço. Depois de um ano após essa data, já é necessário fazer uma recarga.

Agora que você já conhece melhor os tipos de extintores de incêndio e suas aplicações, procure conhecer também a legislação do seu estado.

Todos os fatores precisam ser avaliados da melhor maneira possível sempre!

Se você realmente gostou de conferir o que foi exposto nesse artigo, aproveite para ler também sobre O que é PGR – Programa de Gerenciamento de riscos clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *