O que é DDS – Diálogo Diário de Segurança

Tempo de leitura: 5 minutos

DDS – Diálogo Diário de Segurança

O tema de hoje é sobre o Dialogo Diário de Segurança – DDS.

Os profissionais da área de segurança do trabalho precisam sempre estar atentos a qualquer exigência que diz respeito às suas funções dentro das organizações e por esse motivo é tão importante conhecer mais sobre o Diálogo Diário de Segurança.

O Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMET, conta com muitos instrumentos para prevenir acidentes e também para conscientizar os colaboradores em relação a prática de atos seguros, como as CIPA’s, por exemplo.

Acontece que atualmente uma nova ferramenta está conquistando o seu espaço e ganhando cada vez mais um destaque entre os profissionais da segurança do trabalho.

Como você já sabe, estamos falando do Diálogo Diário de Segurança o famoso DDS.

Se você deseja saber mais sobre o Diálogo Diário de Segurança, saiba que nós desenvolvemos esse artigo para que todas as principais dúvidas sobre esse assunto fossem resolvidas da melhor maneira possível, por isso confira até o final.

Boa leitura!

Diálogo Diário de Segurança – DDS e tudo o que você realmente precisa saber sobre esse assunto

O Diálogo Diário de Segurança está tendo uma grande repercussão atualmente e isso não é por acaso.

Pois o mesmo constitui na reserva de um curto tempo, onde exista as recomendações, discussões e instruções necessárias que dizem respeito à segurança do trabalho.

Confira alguns pontos importantes sobre o Diálogo Diário de Segurança logo abaixo:

Objetivo

Como a própria definição já nos faz entender, o DDS é uma ferramenta totalmente poderosa no que diz respeito à prevenção de possíveis acidentes de trabalho.

A medida é muito importante e vem ganhando um grande espaço, principalmente entre os técnicos de segurança do trabalho.

Até porque o Diálogo Diário de Segurança conscientiza os trabalhadores da importância de se ter uma segurança realmente aplicada no momento das suas atividades.

Benefícios

Nós reunimos alguns dos 5 benefícios que o DDS acaba trazendo para a empresa que o realiza. Acompanhe:

  1. Reduzir os custos com a assistência médica
  2. Reduzir os acidentes de trabalho
  3. Melhorar a produtividade e ambiente de trabalho
  4. Aumentar o comprometimento dos trabalhadores
  5. Aumentar significativamente o nível de satisfação e segurança dos trabalhadores.

Registro

O Diálogo Diário de Segurança tem peso de documento e por esse motivo precisa ser devidamente registrado, através de uma lista de presença com a assinatura de todos os participantes.

Acontece que esse documento vai estar informando todos os funcionários sobre os riscos e cumprindo um item de lei segundo a NR 1.

O registro acaba ajudando o próprio gerenciamento do DDS, evita que exista repetição de temas e também permite uma melhor organização dos temas ministrados.

Uma ótima notícia, é que o DDS pode até mesmo servir como documento de defesa em alguns processos judiciais que forem movidos contra a empresa.

O que é um grande motivo para as organizações começaram a dar ainda mais atenção para o assunto.

Legislação que embasa o DDS

Na verdade, não existe uma norma em especial, NR ou qualquer outra lei que fala diretamente sobre o Diálogo Diário de Segurança e a obrigação de fazer o documento.

Mas nós sabemos que o empregador tem a obrigação de instruir os seus empregos sobre todos os riscos do ambiente de trabalho e quais são as medidas preventivas.

Observe as normas onde essa obrigação aparece:

NR 1.7 Cabe ao empregador:

  1. c) informar os trabalhadores:
  2. os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;
  3. os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;

NR 6.6.1 Cabe ao empregador quanto ao EPI:

  1. d)ORIENTAR e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;

A NR 9 – Que se aplica a todos os segmentos que não tenham NR específica nos mostra em seu texto:

NR 9.5.2 Os empregadores deverão INFORMAR OS TRABALHADORES de maneira apropriada e suficiente sobre os riscos ambientais que possam originar-se nos locais de trabalho e sobre os meios disponíveis para prevenir ou limitar tais riscos e para proteger-se dos mesmos.

Recomendações

  1. Busque temas interessantes (sempre voltados à segurança do trabalho e a saúde dos trabalhadores)
  2. Incentive o engajamento dos trabalhadores na participação dos Diálogo Diário de Segurança
  3. Não prolongue o tempo combinado com supervisores e gerentes para a realização do DDS. (o ideal é de 5 a 10 minutos)
  4. Exponha junto à CIPA, a possibilidade de uma pesquisa para sugestões de temas com os trabalhadores
  5. Faça uma planilha para ter o controle dos temas, seguindo essa sugestão poderá gerenciar de forma eficaz o DDS, além de não ter temas repetitivos.
  6. Envolva sempre que possível os trabalhadores da administração nas palestras de segurança.

Quando e onde deve ser feito

O próprio empregador poderá informar a sua equipe sobre o local e o horário. Dê preferência fazer o Diálogo Diário de Segurança antes de começar o expediente.

Você que pôde acompanhar todo esse artigo, ainda ficou alguma dúvida sobre o assunto? Se a sua resposta foi “sim”, nos envie as suas perguntas sobre o DDS e será um grande prazer poder responder todas as questões que forem levantadas.

A nossa sugestão de artigos são: NR 1 item 1.7 e NR 09 alínea 9.5.2

http://trabalho.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR09/NR-09-2016.pdf     http://trabalho.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR1.pdf

Se você gostou do que foi exposto nesse artigo sobre o Diálogo Diário de Segurança – DDS, aproveite e clique aqui para ler também sobre O que é CIPA. Temos certeza que esse conteúdo também será do seu interesse.

2 Comentários


  1. ola bom dia Ana Paula , estou me formando em tecnico de seguranca do trabalho, e trabalho em uma mineradora de calcario, como posso fazerums dds que nao possa ser chato nem enjoativo para o pessaol, para que eu nao fale sempre a mesma coisa? Li e gostei do que li, mto importante mesmo.

    Responder

    1. Ola Valdecir tudo bem?
      Você não precisar falar sempre do mesmo tema, ou seja, diretamente ligado a função, você pode fazer um DDS com diversos assuntos, temas atuais como por exemplo alcoolismo, os males do cigarro, sobre algum acidente ocorrido muito comentado e o que poderia ter sido evitado aquele acidente, (uma dica: estude sobre ele antes) normalmente as pessoas gostam de comentar sobre um acidente marcante de muita repercussão, pode ser aqueles que já ocorreram faz tempo. Uma outra forma que tenho usado e que tem dado muito certo, é distribuir pequenos panfletos com o tema em questão, com boas imagens e títulos chamativos de forma que estimule os colaboradores a pensar sobre o assunto. (Você poderá fazer esses panfletos no Publisher que é bem fácil).

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *